União das Freguesias de Assafarge e Antanhol - Coimbra
  
                               
O ilustre Professor da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, de seu nome Carlos Simões Ventura, menino de roda, criado na povoação de Vale Cântaro, assim como a sua Irmã Hermínia, Professora. Primaria durante muitos anos na vizinha povoação do Loureiro, teve um dia a feliz ideia de recolher os ditos característicos e as cantigas da povoação onde, anos antes tinha sido educado e protegido por uma ama benfeitora.
Aquele mestre em 1910 e 1911, ouviu de uma menina que se chamava Maria do Carmo, neta da senhora que tinha sido sua ama, muita cantigas (das quais apenas apresentamos uma pequeníssima amostra) que eram também comuns em outras povoações vizinhas e com as quais se divertiam, de modo espontâneo, ao domingo à tarde e por ocasião das festas anuais ou noutras situações de trabalho ou qualquer outro ajuntamento.
 
O minha bella menina
O minha bella Olatar
Diga-me quanto custou
A barra da sua saia
 
Se eu tivesse pena de oiro,
Comprava papel de carta,
Com sanguedas minhas vetas
Eu te escrevia uma carta
 
Ó minha mãe quem me dera
O que a minh’alma deseja:
As portas do céu abertas
Como estão as da Igreja
 
Tenho dentro do meu peito
Laranja, jinja, limão
Para ter a fruta toda
Falta-me o teu coração
 
O mundo é uma vinha
Cada cepa um christão
Vem a morte, faz vindima
Não procura geração
 
Lealdade, lealdade
Bem leal eu tenho sido!
Hei-de sê-lo até a morte
Meu amor para contigo
 
Toma lá este raminho
Que eu no jardim apanhei;
Elle vem orvalhadito
De lágrimas que eu chorei
 
Suspirando e dando ais,
Anda o amor pela rua;
Suspira quando quiseres,
Eu por ora não sou tua
 
Estava p’ra te escrever
A noite depois da ceia,
 
Caiu-me a pena da mão,
Apagou-se-me a candeia.


    • Autarcas
    • Geografia
    • Demografia
    • Serviços
    • Resenha
    • Heráldica
    • Património
    • Padroeiro
                  
Copyright © Todos os direitos reservados. Proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, sem prévia permissão por escrito da junta de Freguesia.

134974 visitas até ao momento.

A minha rua | Notícias | Imprensa | Contactos